ENTENDA O QUE SÃO OS SGBD’S E A LINGUAGEM SQL

No último post falamos sobre o que são bancos de dados e qual sua importância. Hoje daremos continuidade nesse assunto falando sobre os SGBD’s e o que é a linguagem SQL

Um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador responsáveis pelo gerenciamento de uma base de dados. O SGBD disponibiliza uma interface para que os usuários possam incluir, alterar ou consultar dados.

Existem alguns tipos de bancos de dados, mas o mais comum é o relacional. Em bancos de dados relacionais a interface é constituída pelas APIs (Application Programming Interface) ou drivers do SGBD, que executam comandos na linguagem SQL.

OS SGBD’s MAIS UTILIZADOS NAS EMPRESAS

MySQL: É atualmente um dos sistemas de gerenciamento de bancos de dados mais populares da atualidade, com mais de 10 milhões de instalações pelo mundo. Ele é de código aberto, o que significa que ele é gratuito para ser baixado e utilizado;

Oracle: A Oracle é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, o SGBD da Oracle é focado em empresas de Médio e grande porte;

SQL Server: Esse foi criado pela Microsoft e é um dos mais usados em todo o mundo. Segundo a própria Microsoft, ele é usado em 98 das 100 empresas listadas na Fortune 100;

PostGre SQL: Esse é um dos mais antigos e ainda bastante usado nos dias de hoje.

Bom, agora que você já sabe o que é um SGBD e quais os principais hoje no mercado, precisamos falar sobre outro assunto muito importante quando se trata de bancos de dados. Estou falando da linguagem de programação que usamos para gravar e gerenciar os dados nos SGBD’s: A linguagem SQL.

SQL

O SQL(Structured Query Language) é uma linguagem padrão para trabalhar com bancos de dados relacionais. Será através do SQL que seremos capazes de consultar e manipular os dados dos nossos bancos de dados.

Uma empresa como o Facebook precisa manipular, consultar e armazenar bilhões de informações dos usuários, como publicações, fotos, stories, mensagens privadas, etc. Para que isso seja possível, é necessário algum sistema de banco de dados para manipular todas essas informações e quem vai permitir que a gente consiga buscar todos esses dados, adicionar, excluir e atualiza-los é o SQL.

VARIAÇÕES DO SQL

Agora que você sabe o que é o SQL, é importante você saber que ele tem algumas variações que as próprias criadoras dos SGBD’s fizeram para adapta-la a suas necessidades. Por isso, pode acontecer de você ver algumas variações e agora você vai aprender quais são elas.

T-SQL

TSQL ou T-SQL (abreviação de Transaction SQL), é uma versão aprimorada do SQL que contém algumas extensões. O T-SQL adiciona alguns recursos avançados ao SQL para torna-lo mais poderoso, como variáveis declaradas, controle de transação, tratamento de erros e exceções, operações de string, processamento de data e hora, etc. Essa variante é usada no SQL Server;

PL-SQL

PL-SQL é outra forma estendida de SQL que é usada pela Oracle para seu banco de dados. A principal diferença entre o T-SQL e o PL-SQL é a maneira como eles lidam com variáveis, procedimentos armazenados e funções integradas;

PL-PgSQL

PL-PgSQL é uma linguagem procedural específica do PostgreSQL. Semelhante ao T-SQL e PL-SQL, ele adiciona alguns recursos avançados ao SQL, como loops, variáveis, tratamento de erros e exceções, etc.

E com isso finalizamos aqui o post de hoje sobre os diferentes Bancos de dados que temos no mercado e como funciona a linguagem SQL e suas variações.

Agora você deve estar se perguntando o seguinte: Quais são as principais áreas para trabalhar com bancos de dados e quais são as diferentes funções de um profissional de banco de dados? E para descobrir basta clicar aqui.

Deixe nos comentários o que você achou do post de hoje.

Até a próxima!

Curtiu o conteúdo? Compartilhe!

Posts Recentes:

TETRA EDUCAÇÃO 2022 ©
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS